Blog : História de Bert Hellinger e das Constelações Familiares (Parte I)

Parte I
13/01/2020

A Constelação Familiar atualmente conhecida por nós, através dos ensinamentos de Bert Hellinger, veio de uma história de sucesso e ao mesmo tempo, dramática e cheia de desafios.
Além de tudo que ele nos ensinou sobre as constelações, nos ensina mais uma vez, que a vida não é fácil, contempla desafios, contratempos, críticas, descrenças. Portanto: Com a certeza do caminho, precisamos seguir em frente.
Bert Hellinger nos deixa um grande legado, construído ao longo de 93 anos e que foi marcado pela sua partida no dia 19 de setembro de 2019. Podemos entender que aqui, inicia uma nova fase. Um novo ciclo. Olhando a trajetória percorrida por ele, conforme descrito no livro “Um lugar para os excluídos", podemos entender o quão árduo e desafiador foi este caminho. Aqui relatado de forma breve. Bert Hellinger, nasceu em Leimen na Alemanha aos 16 dias do mês de dezembro de 1925. Desde os cinco anos de idade, já tinha a clareza que gostaria de ser padre. Aos 10 anos (1936) foi para internato católico dirigido pelos missionários de Marianhill, localizado em Lohr - Alemanha, e por lá ficou até o fechamento em 1941. Bert então com 15 anos, retorna para casa de seus pais em Kassel e afilia-se a um pequeno grupo, movimento católico da juventude, que por sua vez, estava proibido e vigiado pela “Gestapo” (polícia secreta do estado). Aos 18 anos, já estava imerso na guerra, no front com os nazistas. Nesta época ele combateu, foi prisioneiro de guerra dos americanos, permaneceu internado num acampamento em Charleroi - Bélgica. Por fim consegue escapar do acampamento, escondido em um trem, retornando para sua casa, agora com 20 anos. Logo após seu retorno, aproximadamente 6 semanas, ingressou numa ordem religiosa e começou novamente sua preparação espiritual. Pela ordem, foi enviado à África do Sul como missionário. Lá cursou universidade por 3 anos, preparação para o magistério em escolas superiores. Nesta jornada na África teve a possibilidade de conviver com os Zulus, aprender seus rituais, costumes e cultura. Em 1964, ainda na África do Sul, Bert tem seu primeiro contato com as dinâmicas de grupo, apresentados pelos sacerdotes Anglicanos. A virada de rumo, talvez por gerar um questionamento muito forte, conforme relata Bert, ocorre no treinamento de dinâmica de grupos, quando o treinador pergunta: “O que é mais importante para você, as pessoas ou os ideais? E se você tivesse que escolher, o que você sacrificaria?”. Na sua busca, participa de um grupo de terapeutas onde conhece a terapia “Gestalt” através da Ruth Cohn. Na demonstração da ferramenta por ela realizada, ele passou pelo processo. Neste fica claro para ele que deixaria o Sacerdócio, deixaria a ordem e se casaria. Bert vai para Roma ministrar um curso e inicia o processo de desligamento da ordem. Agora com aproximadamente 45 anos (1970), destes, 25 anos de dedicação a vida católica, Bert deixa o sacerdócio, conhece sua futura esposa. Em paralelo finaliza sua formação em psicanálise e casado retorna para Alemanha.


Parte I, exploramos de forma resumida a história de vida do Bert Hellinger.
Parte II, será explorado a origem e a história da Constelação Familiar.


Pesquisa Realizada por Ricardo Fialho.
www.institutoricardofialho.com.br

Constelações Familiares

Rua Dr. Carlos Renato R. da Fonseca, 200, sala 808B
CEP: 91210-120 | Porto Alegre/RS
Fone: (51) 98300-5353

Facebook

Contato